quinta-feira, 18 de março de 2010

INDONÉSIA, NO SEU ARQUIPÉLAGO, A ILHA QUE SE MANTEVE HINDUÍSTA: BALI


BESAKIH, maior complexo de templos de Bali, na base do Mount Agung, o maior vulcão da região. Deslumbrante, fartura de emoções ao conhecer!

Conhecido como The Mother Temple, ou Pura Besakih, é o mais importante templo de Agama Hindu Dharma, nome formal do hinduísmo na Indonésia. 93% da população de Bali seguem o Hinduísmo. Parte da população de Sumatra, Java, Tenggerese, Lombok e Kalimatan também é adepta do hinduísmo, e isso significa 3% da população da Indonésia! Sua maioria é muçulmana.

Quem chega em Bali não duvida que a crença esteja presente 24 horas na vida dos balineses. Oferendas em todos os lugares, dentro dos automóceis, nas bicicletas e motos, nas ruas, casas, bares, banheiros, e nas mãos da população, em seu percurso rotineiro levando oferendas aos mais diversos templos, os formais, os improvisados, os existentes na maioria das casas de Ubud.

Tudo é feito reverenciando Brahma, o criador, Vishnu, o preservador e Shiva o destruidor. Os rituais são permanentes, tanto que quando eu retornava à noite pela estrada que corta campos de arroz para chegar ao hotel onde eu me hospedava, na completa escuridão e silêncio, sem uma luz sequer, o fazia enxergando a todo momento "fantasmas", que nada mais eram do que as imagens dos deuses em pequenos templos caseiros, cobertas com mantos cerimoniais, que balançavam ao vento.

“Vale mais a pena ver uma coisa
Sempre pela primeira vez que conhecê-la,
Porque conhecer é como nunca ter visto pela primeira vez,
E nunca ter visto pela primeira vez
É só ter ouvido contar”
(Fernando Pessoa em Ficções do Interlúdio, Poemas Completos de Alberto Caieiro

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial